Sábado, 2 de Outubro de 2010

Há pouco, enquanto o meu filho lia um dos livros dos Gormitis na secção dos "livros novos" da Fnac, eu li na diagonal a crítica do António Carlos Cortez à antologia que eu o Rui Lage organizámos para a Porto Editora há um ano, Poemas Portugueses, publicada no novo número da Colóquio/Letras . Como terão reparado, nunca falei sobre qualquer crítica, positiva ou negativa, ao livro. Ele está aí e todas as críticas são pertinentes. Mas desde que:

- se não diga que falta um autor que até nem devia estar (pode parecer paradoxal mas é o que lá se diz) porque cai no arco temporal do projecto quando ele edita o primeiro livro em 2001 (o José Luís Peixoto).

- se não diga que o Paulo Henriques Britto editou na Portugália quando foi na Ulisseia.

- se não diga que falta um poema do António Ramos Rosa (o não posso adiar o coração) quando esse poema, com o primeiro verso como não posso adiar o amor para outro século, está lá. (Mas como li na diagonal não sei se o erro é só de fato ou se é também na citação do primeiro verso, sinceramente.)

- se gaste um parágrafo inteiro e de muitas linhas a dizer os autores brasileiros que deviam estar porque o título, diz-se, é equívoco e deveria permitir a entrada dos brasileiros (porque não lusófonos, já agora?). Eu estou maluco ou uma pessoa portuguesa é uma pessoa de nacionalidade portuguesa? Um poema português não será o mesmo? Quer dizer, um poema francês deve ser diferente de um poema escrito em língua francesa, acho. Mas isto sou só eu.

Quanto ao restante artigo, não encontrei mais erros graves. Embora só o tenha lido na diagonal e nem o tenha aqui comigo. Imagino que o António Carlos Cortez tenha feito o mesmo com a antologia.



publicado por JRS às 21:44 | link do post | favorito

mais sobre mim
posts recentes

O Mário

Mistress

FCF

Mira Técnica

Easter Message

PPD/PSD

It is

Canção Triste

Portugal

A Moral da Coisa

arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

blogs SAPO
subscrever feeds