Sábado, 2 de Outubro de 2010

Há pouco mais a dizer sobre a Caderneta de Cromos do Nuno Markl que não esteja lá dito. Pelo menos nas partes que li e imagino serem iguais às que ainda não li. A pergunta: porque ainda não li? É aquela coisa de nos irmos oferecendo prazer e riso aos bocadinhos. É um livro maravilhoso, inteligente, divertido e que toca cada um de nós que, como Markl (ainda assim uns 5 anitos mais velho do que eu) passámos felizes os anos 70 e 80. Até que enfim que alguém dá a verdadeira importância ao Agora, Escolha, aos Jogos Sem Fronteiras ou aos Modern Talking. Com o país a afundar, são estas memórias que nos permitem sonhar que nos manteremos a flutuar.

Quero no entanto dizer que, como editor, tenho uma inveja brutal da Objectiva. Não só pela qualidade do livro, mas porque será - digo eu - o livro mais vendido este Natal.

 



publicado por JRS às 15:39 | link do post | favorito

mais sobre mim
posts recentes

O Mário

Mistress

FCF

Mira Técnica

Easter Message

PPD/PSD

It is

Canção Triste

Portugal

A Moral da Coisa

arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

blogs SAPO
subscrever feeds