Quinta-feira, 23 de Setembro de 2010

O meu caro(a) anónimo(a) mascarado(a) resolveu responder a este meu post. Ao contrário do efeito dos meus textos na(s) sua(s) pessoa(s) - quando não se coloca um nome é sempre uma chatice endereçar o que quer que seja a alguém - os seus textos continuam a fazer-me rir. E vão continuar, espero.

Acho muito bem que visite o PNet e que o critique com muita ferocidade. Acho é estranho haver pessoas - e não falava nele(s) ou nela(s) - que desprezam tanto um site mas vão lá mais vezes do que eu. Sobre o meu post, estamos de acordo numa coisa, pelo menos: a Faye Reagan tem aquele encanto todo pela pele muito branca e pelo cabelo muito ruivo. Comparar o meu texto do PNet a uma líndissima actriz pornográfica coloca finalmente a literatura na importância que deve ter. Obrigado. Agora, caro ou cara anónimo(a) (cansei dos esses), falar do meu texto como quem fala de manteiga de amendoim, isso não aceito. Geleia, concedo. Quando muito tulicreme. Mas manteiga de amendoim? Isso é coisa de filmes da indústria americana e eu só vejo cinema europeu. Temos de ser rigorosos, meu caro, temos de ser rigorosos.



publicado por JRS às 19:42 | link do post | favorito

mais sobre mim
posts recentes

O Mário

Mistress

FCF

Mira Técnica

Easter Message

PPD/PSD

It is

Canção Triste

Portugal

A Moral da Coisa

arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

blogs SAPO
subscrever feeds