Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2010

Telefonam-me desde Portugal em pânico! "Jorge, o senhor Macieira deixou raízes de onde outras árvores se levantam!" "Jorge, és saco de pancada até mais não, dão-te com força, põe-te a dançar, citam uma frase tua ao lado de uma da Margarida Rebelo Pinto!"

Sobressaltado, interrompo imediatamente as férias. Digo: "regressarei a Lisboa na primeira oportunidade!" E, como quando há um desastre natural qualquer, em que o político de serviço vai visitar a catástrofe para 1) dar apoio moral e, claro, 2) inteirar-se da situação in loco, estou já na viagem de regresso. Quero ver in loco a catástrofe.

Mas afinal, não há catástrofe. Só dois arbustos que estavam certamente plantados à sombra da árvore do senhor Macieira e que, com a sua queda por harakiri, cresceram de encontro ao sol do anonimato. Um cita-me mais vezes do que o Papa Bento XVI invoca Jesus Cristo na Missa do Galo. O outro, começa logo a citar-me mal.

A meio da viagem volto portanto para trás. A força de vontade dos dois anónimos é tal que vamos ter gracinhas para meses, pelos vistos. Quarenta posts em Dezembro, literalmente cruzes, credo! Mas são gracinhas, nada mais. É que - cuidado, preparo-me para elogiar o senhor Macieira - a árvore que lhes permitiu o sol tinha pelo menos graça. Estes, nem isso. São apenas duas Vénus Hotentote a passearem-se pelo século XXI como se estivessem no século XIX. Com a agravante de a isso não serem obrigados.

PS: Uma nota que me parece interessante: como bons mercenários, estas duas Vénus Hotentote atiram em todas as direcções. O primeiro soa-me a um rapaz que conheço, que o tom e a pontaria estão mais afinados. O segundo faz o senhor Macieira começar a provar o próprio veneno. Como se diz nos círculos bem pensantes lisboetas - que giro.



publicado por JRS às 20:16 | link do post | favorito

2 comentários:
De Jose Santos a 29 de Dezembro de 2010 às 02:20
parabens pela elegancia nas respostas, jorge.
é idiotice alguem pensar que um blog anonimo faz mal a alguem...

antes pelo contrario. e ate promove os autores impedindo que nos esqueçamos deles. sobretudo os poetas. e que tao bons poetas o Senhor Macieira apresentou sem se dar conta...

falar mal de alguem é cada vez mais... um elogio;) e os autores querem é que se fale deles:) daqui a dez anos fala-se em jorge melicias e todos se lembram do nome e vao ler alguma coisa. fala-se no Senhor Macieira e ninguem sabe quem é. Ou, se se souber, é por uma mancha na biografia da pessoa por detras da personagem.

isto de feitiços é feiticeiros é assim:)
que venham mais blogs anonimos. sei quem é o macieira, o "macaquinho" e o cigarros. é o meu passatempo favorito ler estas tricas.



De JRS a 30 de Dezembro de 2010 às 01:05
Caro José
Obrigado pelo comentário. Eles responderam imediatamente, claro. Coisa que muito me diverte. Principalmente ver que foram buscar um poema de há dez anos e achar que devo dizer quem é o senhor Macieira. Não digo. Quem mo contou pediu-mo e eu não estou aqui para denunciar quem nunca teve coragem de se anunciar. Não sei quem são as Vénus Hotentote, mas imagino-as a amargura em pessoa. E que bom para elas.
Abraço
Jorge


Comentar post

mais sobre mim
posts recentes

O Mário

Mistress

FCF

Mira Técnica

Easter Message

PPD/PSD

It is

Canção Triste

Portugal

A Moral da Coisa

arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

blogs SAPO
subscrever feeds