Terça-feira, 7 de Dezembro de 2010

Ter a certeza é logo um verso. É coisa esquisita, isto de ter uma certeza. Entendo que tenhamos cães, gatos, sofás ou contas nas Ilhas Virgens. Mas certezas? Pois bem, eu tenho uma - não uma, a - certeza.

E é esta: o facto de eu ter escrito este post e de a partir daí o senhor Macieira ter mantido a fã do Casimiro de Brito suspensa como o gato do MEC doente naquela crónica é mera coincidência. Tenho a certeza. Mas fico triste. Que fico triste, fico.



publicado por JRS às 23:27 | link do post | favorito

mais sobre mim
posts recentes

O Mário

Mistress

FCF

Mira Técnica

Easter Message

PPD/PSD

It is

Canção Triste

Portugal

A Moral da Coisa

arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

blogs SAPO
subscrever feeds