Sábado, 20 de Novembro de 2010

Como vivo em Lisboa, tive acesso não só à tolerância de ponto de sexta-feira como também a alguns relatórios muito pormenorizados de alguns dos serviços secretos mais secretos do mundo: CIA, KGB, Gestapo, PPBO - Pela Protecção do Bairro dos Olivais (o mais perigoso de todos). E este último soprou-me ao ouvido um segredo muito secreto: a identidade do Mascarilha.

Pode ele estar descansado, que assinei um documento de confidencialidade com 34 páginas e 5 anexos. Mas de que vale um papel que não tenha um formato rectangular e dê para trocar por livros de poemas ou bolas de berlim do Manuelezinho Natário? Mas como estou a ler a biografia do Miguel Pinheiro sobre o Sá Carneiro, tenho ainda mais presente que, nunca tendo nutrido grande simpatia pelo anonimato, sempre tive menos ainda pelo chamado chibanço. Permitir-me-á, no entanto que, a partir de agora, modifique o meu modo de tratamento de sua digníssima pessoa: passará de Mascarilha a Senhor Macieira.



publicado por JRS às 23:44 | link do post | favorito

mais sobre mim
posts recentes

O Mário

Mistress

FCF

Mira Técnica

Easter Message

PPD/PSD

It is

Canção Triste

Portugal

A Moral da Coisa

arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

blogs SAPO
subscrever feeds