Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

O Rui Lage já me disse: na sequela do filme Alien vs Predator há a cena mais escabrosa e maravilhosa de ambas as sagas. Eu tentei uma vez ver o filme, mas não passei da primeira meia hora. Um dia estive quase para lá voltar, mas Deus ou o Destino não deixaram e eu não sabia do dvd. Hei-de lá voltar um dia.

Escusado será dizer que entre uma e outra série (as duas juntas, então, em dois filmes nitidamente menores), há um oceano a separá-las. Predator tem um primeiro capítulo relativamente interessante, com um Schwarzenegger um bocadinho melhor que o usual medíocre (só suplantado pela sua prestação nos dois primeiros Terminator onde aproveitaram bem o facto de ele ser um robot a representar para o fazer representar um robot). Alien é outra fruta. Ridley Scott, primeiro, James Cameron depois e David Fincher a seguir fizeram três notáveis filmes, todos eles acrescentando muito à mitologia que HR Giger desenhou. O quarto filme, de Jean-Pierre Jeunet é bom, concedo. Mas não está ao nível dos outros três porque, como seria de esperar, o argumento descamba com a coisa do híbrido no final. Aquilo que era um animal lindíssimo (venha alguém dizer que o alien não é uma coisa esteticamente muito considerável), dá lugar a uma coisa sem qualquer sentido.

Mas isto tudo para dizer que, fâ como sou de ficção científica, fico sempre contente quando há coisas novas a acrescentarem. E este clip, roubado à má fila ao Rogério Casanova, acrescenta muito.

 

 



publicado por JRS às 22:31 | link do post | favorito

mais sobre mim
posts recentes

O Mário

Mistress

FCF

Mira Técnica

Easter Message

PPD/PSD

It is

Canção Triste

Portugal

A Moral da Coisa

arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

blogs SAPO
subscrever feeds