Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

Ao segundo sete do terceiro minuto, novamente ao segundo cinquenta e quatro do quinto minuto, há a frase perfeita. Sempre que a ouço é como se por dentro da pele algo se apaziguasse como deve. Uma serenidade, um pedaço de Deus que se nos apresenta como se existisse. É do álbum After Virtue, de 1988, a primeira faixa, Justice. Na sétima música, se não estou em erro, ela volta e close cover.

 



publicado por JRS às 00:44 | link do post | favorito

mais sobre mim
posts recentes

O Mário

Mistress

FCF

Mira Técnica

Easter Message

PPD/PSD

It is

Canção Triste

Portugal

A Moral da Coisa

arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

blogs SAPO
subscrever feeds